Dia Internacional da Mulher | Melhores seriados estrelado por elas

1 mês atrás
56

Dia 08 de março comemoramos essa data significativa para a luta feminina de igualdade. Depois de muitos sutiãs queimados, direitos privados e até violência doméstica, precisamos valorizar as mulheres e suas lutas diárias. Por isso, separamos (opinião da redatora) os 5 melhores seriados estrelados por mulheres incríveis.

Confiram e vejam se concordam:

Close to home

5 – Em Nome da Justiça (Close to home) – 2005

No estilo drama policial, Annabeth Chase é uma promotora que investiga os casos de seus clientes e da promotoria. A trama mistura narrativas cotidianas de casos comuns como assassinato, roubo e sequestro. Mas intercala com a constante luta de jornada tripla da promotora que precisa cuidar da filha recém nascida, do marido e da carreira. O que coloca sua vida em risco, pois ela está constantemente se envolvendo com milícias e traficantes.

Sem spoiler, mas tem uns acontecimentos beeeem revoltantes que dá vontade de gritar.

orange is new black

4 – Orange Is the New Black – 2013

Comédia dramática, conta a passagem de Piper Chapman durante 15 meses em uma prisão de segurança mínima. No passado, ela se envolveu com tráfico de drogas por conta de uma ex-namorada e decidi trocar sua vida confortável ao lado do noivo pelo presídio para pagar por seus crimes.

No presídio, faz amizades com um grupo de detentas e descobre que não pode fugir nem de si mesma. Essa eu não assisti, mas algumas cenas é visível o sofrimento individual de cada personagem e o companheirismo que elas possuem.

O Mundo Sombrio de Sabrina

 

3 – O Mundo Sombrio de Sabrina (Chilling Adventures of Sabrina) – 2018

Terror e muito suspense sobrenatural, o seriado é uma adaptação dos quadrinhos. Sabrina Spellman é uma colegial meio bruxa e meio mortal que tenta a todo custo proteger sua família e amigos das forças do mal. O seriado é uma versão mais sombria e macabra do anterior Sabrina, Aprendiz de Feiticeira (1996-2000) que fez muito sucesso na época.

Mesmo sendo apenas uma estudante, Sabrina tenta equilibrar suas responsabilidades como sobrinha, amiga e namorada. Temáticas como transexualidade, racismo e machismo permeiam a trama. No seriado, devo dizer, que a Sabrina não é a única mulher que brilha por suas lutas e sua força. Vale muito a pena.

Anne with an E

2 – Anne com E (Anne with an E) – 2019

Romance dramático baseado no livro, a série é vencedora de vários prêmios e possui questões como como orfandade, abandono, trauma psicológico, desigualdade de gênero, racismo, homofobia, religião e liberdade de expressão.

O seriado foca em Anne que é órfã e teve uma infância de abusos e dificuldades em orfanatos e casas estranhas. Mas ela é enviada por engano a uma família e precisa vencer mais essa etapa com grandes aventuras e surpresas. Uma história belíssima.

The Handmaid's Tale

 

1 – O Conto da Aia (The Handmaid’s Tale) – 2017

Drama distópico baseado no livro, o seriado premiado conta a história de um futuro não muito distante dos Estados Unidos em meio a uma guerra civil e um novo regime fanático. De cunho religioso, o regime divide a sociedade em castas nas quais as mulheres são brutalmente subjugadas e, por lei, não têm permissão para trabalhar, possuir propriedades, controlar dinheiro ou até mesmo ler. E as poucas mulheres que ainda são férteis são duramente controladas e estupradas para gerarem novas crianças para outros casais que não podem ter filhos.

June Osborne narra esse massacre de liberdade e durante todo o abuso que vive, sonha em retornar sua antiga vida, junto do seu marido e filha. Possui cenas bem fortes e marcantes. À vezes, é preciso respirar um pouco para conseguir terminar um episódio, pois não existe outra palavra para resumir: indignação.

desencanto

Bonus: (Des)encanto (Disenchantment) – 2018

Desenho animado do mesmo criador de Os Simpsons, narra as aventuras de Bean, uma princesa rebelde e alcoólatra, seu companheiro e ingênuo Elfo e seu destrutivo “demônio pessoal” Luci em terras medievais.

Sem seguir nenhum padrão da corte, Bean recusa de casar e ser mais uma mulher que segue as regras. Animação bem humorada e ácida com criticas sociais e sarcasmos.

 

E você, conhece alguns desses seriados ou recomenda outros?

%d blogueiros gostam disto: