arrowverse

(Este post contém spoilers do final da quarta temporada de Supergirl).

Supergirl tem sido uma das melhores séries do Arrowverse nesse último ano, mesmo tendo sim alguns problemas. A quarta temporada aborda em sua maioria o preconceito humano contra os alienígenas refugiados na Terra, o que com certeza alfineta os EUA e sua situação atual. No final da temporada, Lena Luthor (Katie McGrath) finalmente descobriu a verdade sobre a sua melhor amiga do pior jeito possível: seu irmão revelando o segredo após ela ter atirado em seu peito. Ao final do episódio é claramente mostrado a raiva que ela sente a respeito de todos a sua volta, que mentiram para ela desde o começo. A pergunta é: Lena Luthor será a próxima vilã da Terra 38?

A resposta para essa pergunta ainda não está clara.

Lena vem combatendo o seu lado “mal” desde que entrou na série e os fãs sabem o quanto ela sofreu com isso, sendo que a série já deu sustos em seus espectadores parecidos antes. Sendo julgada pelos crimes de sua família, a mulher se mudou para National City e tomou controle da companhia da família, a renomeando L-Corp, tentando reconstruir a empresa. Mesmo tendo diversas oportunidades para seguir os passos do irmão, ela se tornou amiga de Kara Danvers e Supergirl (Melissa Benoist) e encontrou uma família de verdade nos braços das pessoas que conheceu por aquele caminho. A evolução da personagem foi realmente impressionante durante essas duas últimas temporadas. Porém, o fato de todos terem mentido para ela por tanto tempo, com Kara tendo várias oportunidades de contar seu segredo, toda a sua evolução pode estar em risco.

Quando criança, Lena viu sua própria mãe morrer afogada e, logo depois, foi morar com os Luthors, já que seu pai era o chefe da família. Pensando ter apenas Lex (Jon Cryer) a seu lado, quando seu irmão vira inimigo do Superman (Tyler Hoechlin) e vira um terrorista, sua confiança nas pessoas diminui ainda mais.

Mesmo não sendo impossível, em minha humilde opinião, é provável que Lena Luthor não deva sucumbir aos maus hábitos de sua família. Não digo isso por ser uma adoradora de Lena e Katie, mas pelos fatos que estão na série. Lena tem uma noção de certo e errado muito forte, o que a fez enfrentar sua mãe adotiva Lillian Luthor (Brenda Strong) e chefe do Projeto Cadmus, a denunciando quando teve oportunidade. Isso sem contar o quão clichê seria uma Luthor sendo vilã.

Sim, uma Luthor virando melhor amiga da Kryptoniana e negando seu legado familiar é inovador, algo que a série acertou em cheio.

Lena está machucada, isso é inegável. A traição é algo que a assombra e, quando sua nova família mente para ela, sua confiança é quebrada. Porém, ao final da quarta temporada vimos que Kara estava decidida a contar a verdade para a amiga, o que pode levar a um reconciliamento entre as duas. E com o crossover se aproximando, seria bem melhor ver Lena ajudando nossos heróis do que ver ela contra eles. Mas nada é  certo ainda, teremos que esperar por mais informações, ou apenas descobriremos quais teorias sobre esse desfecho estão corretas quando a quinta temporada for lançada.

Supergirl é transmitida no Brasil pelo canal pago Warner e suas três primeiras temporadas estão disponíveis na Netflix.