dc

Neste último sábado entramos em Junho, que é muito bem conhecido como o Mês do Orgulho LGBT. Assim, ao longo do mês, teremos matérias em homenagem a todos os LGBT por aí que não se sentem tão representados quanto deveriam. Então, aqui estão alguns heróis LGBT+ que você deveria conhecer:

10. Roshanna Chartteji

Roshanna, também conhecida como Tremor, é uma mulher nascida na Índia que tem o poder de mover a terra e, ao não se incomodar em esconder seus poderes, foi chamada de bruxa por trás das costas. Esta é a versão de seu personagem em Terra Primal, ou Terra Primária que foi formada por uma fusão temporal entre dois universos da DC. Esta personagem parece ser como qualquer outra, a não ser o fato de que ela se diz assexual.

9. Alysia Yeoh

DC Bombshells tinha o trabalho de reinventar heroínas em uma época diferente, e assim ele fez. Alysia Yeoh, uma mulher transexual e bissexual, assim como a personagem foi originalmente, foi recrutada pelas Batgirls em 1940 em Gotham para ajudar a resgatar o irmão de Harper Row, uma Batgirl, Cullen, um Batboy.

8. Sara Lance

Uma das mais conhecidas bissexuais das séries da DC é Sara. Criada especialmente para o Arrowverse, a personagem é irmã de Laurel Lance e foi, antes da mais velha, a Canário Negro. Após ser morta e ressuscitada no Poço do Lázaro em Nanda Parbat, ela se junta às Lendas do Amanhã, ganhando sua própria série (Legends Of Tomorrow, que está disponível na Netflix). Sara namorou Nyssa Al-Ghul, filha de Ra’s Al-Ghul e membro da Liga dos Assassinos e também namorou Oliver Queen duas vezes no passado. Atualmente ela namora Ava Sharp, a diretora da Agência do Tempo.

7. Braniac 5

Braniac 5 é um humanóide de pele esverdeada que vive nos séculos 30 e 31 do universo DC, sendo membro da Liga dos Super-Heróis e descendente do vilão Braniac, inimigo do Superman. Sua identidade sexual nunca fora especificado, nem em sua versão do Arrowverse (Supergirl), porém, ao ser um humanóide, é quase certo afirmar que nosso querido Coluano é um pansexual.

6. Jackson Hyde

Na série de quadrinhos Rebirth, Jackson, ou como todos nós o conhecemos, Aqualad, cujo nome atlante é Kaldur’ahm, é introduzido como um adolescente afrodescendente abertamente gay. Foi membro da Justiça jovem por um tempo, onde Robin foi contra sua entrada, e é filho do super-vilão Arraia Negra.

5. Katherine Kane

Em todas as suas versões atuais, Kate Kane, a Batwoman, é uma mulher assumidamente lésbica. A prima do do Batman já teve um relacionamento com Renee Montoya, uma detetive no Departamento de Polícia de Gotham. Hoje em dia, a personagem está noiva de outra policial, Maggie Sawyer, porém o casamento nunca foi escrito nos quadrinhos.

4. Kara Zor-El

Esta é uma Kara diferente do que estamos acostumados a assistir na série Supergirl (Será mesmo?). Nesta versão da DC Bombshells, Kara é filha das Kripytonianas Lara Lor-Van e Alura In-Ze. Em vez de cair nos Estados Unidos, sua nave cai na Rússia, onde ela é adotada por Ipati Dugin e Vavara Dungina. Assim como na série da CW, Kara tem uma irmã adotiva, chamada Courtney Whitmore (filha do aristocrata Samual Whitmore), que mais tarde se tornou a Stargirl. Esta versão da Supergirl está em um relacionamento com ninguém menos que Lois Lane.

3. Princesa Diana

Não é surpresa para ninguém que a nossa querida Mulher Maravilha é um dos maiores ícones bissexuais dos quadrinhos. A Princesa Amazona, mesmo não tendo uma namorada nos quadrinhos, foi confirmada bissexual pelo roteirista das HQ’s. A verdade é que acaba sendo um absurdo termos pensado nisso apenas pouco tempo atrás.

2. Alan Scott

Em 2012, quando a DC relançou é reinventou seu universo foi confirmado que Alan Scott, o primeiro Lanterna Verde, introduzido em 1940, é gay. A série de quadrinhos lançada neste ano chamada Terra Dois foi quem introduziu essa versão do personagem em sua segunda edição. Neste universo, diversos heróis foram envelhecidos consideravelmente e tivemos o filho de Scott, um herói abertamente gay, Obsidiana, sacrificado. O escritor de Terra Dois, James Robinson, diz que a ideia de colocar um dos heróis mais importantes de seu universo como um homem gay veio de si. Com a morte de um, ele quis continuar essa representatividade com esse simples ato. Ele também diz que não houve nenhuma hesitação por parte da DC e, mesmo com diversas pessoas contra este novo Alan Scott, Robinson não se importou, rebateu as críticas e continuo escrevendo o personagem como um homem abertamente gay.

1. Nia Nal

Nicole Maines virou a primeira super-heroína transexual na história da TV ao fazer o papel de Dreamer (Sonhadora), uma heroína da série Supergirl em sua quarta temporada! Nia Nal é a ancestral de Nura Nal, a Dream Girl, que vive nos séculos 30 e 31. Sua jornada como uma mulher trans, metade humana metade naltoriana, super heroína e repórter da CatcCo é inacreditavelmente impressionante e incrível, dando um grande lugar de fala e uma grande visibilidade para diversas pessoas.