anime

Foi anunciado no twitter do estúdio que a light novel Kaifuku Jutsushi no Yarinaoshi terá anime com a seguinte sinopse: “Keare, que estava vinculado por esse conhecimento comum, era explorado repetidamente por outros. Mas um dia, ele percebeu o que havia além da magia de curar e estava convencido de que um mágico de curas era a classe mais forte. No entanto, quando ele percebeu todo o seu potencial, ele foi privado de tudo. Assim, ele usou a magia de cura no próprio mundo para voltar quatro anos, decidindo refazer tudo”.

O problema para nós do lado de cá é que a sinopse confusa esconde muito ecchi e hentai! Com um homem enfiando um ferro quente numa princesa e diversas cenas de estupro no decorrer da obra! A internet do ocidente inteiro ainda não está preparado para temas mais pesados como os da novels. Piora quando vemos que o publico médio que assiste anime só esta acostumando com protagonistas bonzinhos ou anti heróis justiceiros.

Tate no Yuusha e Goblin Slayer estão aí para provar que temas mais adultos não deveriam ser abordados por aqui, mas a pirataria das legendas está aí. Tudo isso tem explicação devido a época que a novel se ambienta, bem como nos outros animes e novels também. O período medieval era mesmo exagerado em alguns quesitos.

A novel tem até o momento do anúncio 7 volumes inteiros e eu parei de ler, pois estou acompanhando outras, mas é uma pegada no estilo Tate no Yuusha com um herói muito dark, vilões piores ainda e várias lolis fofinhas pra você amar.