O Monstrologista | Resenha crítica do primeiro livro da trilogia

1 mês ago
211

“Somos escravos, todos nós, Will Henry.

Alguns são escravos do medo. Outros, da razão”

 

 O autor Rick Yancey, conhecido por seu livro A Quinta Onda que se tornou uma adaptação para filme com o mesmo nome, traz uma saga de quatro livros com os respectivos nomes: O Monstrologista, A Maldição do Wendigo, A Ilha de Sangue e A Descida Final.  Seus livros desta saga são de categoria infantojuvenil, ficção científica, horror, romance e terror.

Os livros de Yancey  nos mostram um novo mundo ambientado num romance no estilo de Edgar Allan Poe, nos encontramos nos Estados Unidos do século XIX  até os dias atuais. Somos apresentados ao mundo dos monstrologistas, cientistas que estudam criaturas vulgarmente chamadas de “monstros”, uma antiga profissão em desuso.

O enredo, assim como, a capa podem parecer algo mais infantil pelas suas grandes letras de forma e detalhes simplórios. Porém, é com isso que o autor consegue nos prender a atenção. Muitos dos leitores da trilogia adquiriram o livro por causa da capa e do nome um tanto quanto estranho em primeira vista.

Na obra de Rick Yancey conhecemos diversos personagens que ficamos divididos entre criar empatia e desgosto, no primeiro momento conseguimos gostar de nosso personagem principal – Will Henry, e sua história trágica. É um livro que o autor teve a perspicácia de trazer uma grande expectativa para o leitor, prendendo do inicio ao fim, é uma leitura que está carregada e pronta para lhe surpreender.  A cada página você consegue sentir um arrepio subindo por sua nuca, tensão, nervoso, apreensivo para saber o que acontecera em seguida.

 É uma aventura sinistra, tenebrosa e arrepiante. Sem perceber somos convidados a entrar em uma incansável tentativa de montar um quebra-cabeça com peças deixadas no passado. O mistério não é jogado de uma hora para outra, é construído de forma gradual e desvendado do mesmo modo respondendo todas as perguntas levantadas.

A escrita de Yancey é descritiva e com isso, enriquece a obra, assim temos um auxílio de conseguir imaginar o cenário por completo e está sempre acompanhado com diálogos favoráveis para cenas e com conteúdo. Em suma, da capa até a última página, é um livro que o autor soube trazer uma harmonia para contagiar o leitor a cada palavra.

O Monstrologista primeiro livro que faz a estreia da trilogia; apresenta-nos Rick Yancey – uma auto inserção na obra, um escritor com alma de jornalista investigativo que é chamado para ver alguns diários de um senhor que diziam ter morrido com 130 anos, Willian James Henry, na qual a leitura dos diários é mostrada para nós leitores e com isso Yancey inicia uma jornada para descobrir quais pontos são reais daquelas memórias. Então passamos a conhecer a obra em si, feita em cima de tais diários, conhecemos o garoto de 12 anos órfão chamado Will Henry que trabalha como ajudante de um monstrologista chamado Dr. Pellinore Warthrop – um homem sistemático, frio, rude e especialista na ciência das criaturas denominado como “monstrologista”; no qual num fim de noite, um ladrão de túmulos aparece com um achado incrível: um cadáver de um antropófago – uma criatura chamada Anthropophagi.

 

 “Então há monstruosidades ainda mais terríveis no mundo do que os Anthropophagi. Monstruosidades que, com um sorriso e um carinho reconfortante na cabeça, desejam sacrificar uma criança em favor da própria ambição e orgulho desmesurados”

 

O livro é extremamente recomendável para quem é fã dos assuntos sobrenaturais, ficções, aventuras no qual encantará a pessoa que resolver ler tal saga. Apesar de ter cenas fortes como dissecação de cadáveres e algumas meio assustadoras quando estão atrás da criatura, terá a curiosidade despertada após a primeira página engatando na leitura.

Mesmo levando uma classificação de romance, não espere alguma história de amor ou carinhosa, é algo mais puxado para quem tem curiosidade de saber o passa na mente humana. Na obra é mostrado que as pessoas não medem consequências para adquirir ou descobrir aquilo que tanto almeja.

A sinopse oficial pela editora Farol Literário:

“Will Henry é assistente de um médico com uma especialidade incomum: a monstrologia, isto é, o estudo dos monstros. Ao receber em casa o cadáver de uma menina atrelado a um desses seres que se acreditava extinto, Will e o médico sairão à caça de outros antropófagos antes que seja tarde demais. O Monstrologista é o primeiro de uma eletrizante trilogia para aqueles com estômago forte!”

 

O Monstrologista escrito por Rick Yancey e publicado pela editora Farol Literário. O livro é possível ser encontrado à venda em diversas livrarias do Brasil.

Publicidade

NOSSAS REDES SOCIAIS

SIGA-NOS

PRÓXIMOS EVENTOS

fev
29
sáb
10:00 am POP! FEST – 7º Encontro de Colec... @Centro Comercial Jabaquara
POP! FEST – 7º Encontro de Colec... @Centro Comercial Jabaquara
fev 29@10:00 am – 4:00 pm
POP! FEST - 7º Encontro de Colecionadores Funko Pop e Afins @ Centro Comercial Jabaquara | São Paulo | Brasil
Evento: POP! FEST – 7º Encontro de Colecionadores Funko Pop e Afins Dia: 29 de fevereiro de 2020 Local: Centro Comercial Jabaquara Endereço: Rua dos Buritis, 54 – Jardim Oriental – Mapa Aqui Cidade: São[...]
12:00 pm 57° Encontro BoardGames São Paulo @GAME VAULT
57° Encontro BoardGames São Paulo @GAME VAULT
fev 29@12:00 pm – 9:00 pm
57° Encontro BoardGames São Paulo @ GAME VAULT | São Paulo | Brasil
Evento: 57° Encontro BoardGames São Paulo Dia: 29 de janeiro de 2020 Local: GAME VAULT Endereço: Rua das Azaléas, 138 – Mirandópolis – Mapa Aqui Cidade: São Paulo/SP Ingressos: Entrada Gratuita Horário: 12:00h às 21:00h[...]
mar
7
sáb
10:00 am Artist’s Party @Iwate Kenjinkai do Brasil
Artist’s Party @Iwate Kenjinkai do Brasil
mar 7@10:00 am – 6:30 pm
Artist's Party @ Iwate Kenjinkai do Brasil | São Paulo | Brasil
Evento: Artist’s Party Dia: 07 de março de 2020 Local: Iwate Kenjinkai do Brasil Endereço: e Mezanino – R. Thomaz Gonzaga, 95 – 1º andar – Liberdade – Mapa Aqui Cidade: São Paulo/SP Ingressos: R$[...]

YouTube Alternativa Nerd