Sua dose diária de Notícia Nerd

Dica de leitura | As 10 melhores sagas literárias fantásticas

Falar sobre livros é bem difícil, pois é uma opinião pessoal. Mas o intuito é gerar discussão para ampliar nosso conhecimento.

Por isso, separei as 10 melhores sagas de fantasia dos últimos tempos. Algumas dessas sagas eu não li os livros, mas tentei citar algumas de senso comum, que todos gostaram.

Lembrando que não há spoilers das histórias aqui citadas.

 

10 – Hush Hush

Umas das primeiras sagas que li e que marcou bem minha vida literária.

Começamos pelas capas que são ásperas e causam estranheza ao toque em primeiro momento. Acredito que o intuito é mesmo incomodar para ficarmos curiosos com a história.

A saga contém 4 livros, foi escrita por Becca Fitzpatrick e lançada em 2009, com confirmação de longa-metragem em 2018.

A história começa bem clichê, tendo um círculo romântico entre Nora e Patch em período escolar. A típica mocinha apaixonada pelo bad boy musculoso que a faz refletir sobre seus verdadeiros sentimentos.

Mas ela passa a ficar interessante quando o mocinho malvado se revela um anjo caído do céu e uma guerra anunciada a séculos entre imortais vira muito mais que um simples romance. Patch, misterioso até a última página do quarto livro, cativa nossos sentimentos com uma escrita fluida e bem dinâmica. O final possui uma reviravolta que surpreende os leitores.

9 – House of Night

Assim que os vampiros tomaram conta do cenário literário, ‎P.C. Cast e sua filha Kristin Cast lançaram, em 2009, umas das sagas mais longas já vistas: 12 livros na história principal e 10 como spin off. De todos, apenas 17 foram lançados no Brasil até agora.

A história não é nada convencional que estamos acostumados aos vampiros. Eles não brilham, mas também não são bebedores de sangue compulsivos e malvados. Resumindo bem, House of Night é uma Hogwarts vampiresca.

Assim que Zoey é marcada como vampira pela deusa Nyx, ela vai para uma escola específica para desenvolver seus poderes e iniciar sua longa jornada na vida vampírica.

A história deixa de ser um romance bobo adolescente quando Zoey passa a ter diversos problemas emocionais, familiares, amorosos e a cereja do bolo é ela sempre salvar o mundo das forças das trevas. E ela só consegue seguir a jornada do herói pois possui amigos ao seu lado e foi tocada pessoalmente pela deusa, que lhe deu uma marca especial e poderes impressionantes.

Só ressaltando que durante os livros, a personificação do mal é um touro bem medonho e realmente macabro. É bom ler durante o dia (rs).

8 – A mediadora

Longe de ser uma história clichê, Meg Cabot criou uma das melhores heroínas em 2000.

Em 7 livros, Suzannah Simon chuta o traseiro de vários fantasmas para eles fazerem a passagem para o outro lado e deixar os humanos viverem em paz.

Lógico, sem ninguém saber que ela pode ver assombrações, sua vida sempre tem complicações por isso. Mas é delicioso ler a narrativa fluida para, no final, descobrir que ela não é uma “mediadora” e sim, algo mais.

7 – A Irmandade da Adaga Negra

J.R. Ward lançou o primeiro livro em 2005 e até hoje não parou mais. Com 16 títulos lançados até agora e ainda sendo produzida, a saga conta as várias batalhas travadas entre os vampiros da irmandade e seus terríveis e fedorentos inimigos, os redutores.

Em um universo único e cheio de magia, os irmãos que fazem parte da irmandade são verdadeiras máquinas de matar e guarda-roupas ambulantes de tão grandes.

A história é regada de sexo, dramas pessoais, sangue e regras que o Rei vampiro Wrath precisa impor nos irmãos guerreiros. Cada livro narra a vida de um dos irmãos e conforme as histórias vão se cruzando, as lutas vão ficando mais sangrentas e sombrias.

6 – As Crônicas de Nárnia

Um clássico na literatura mundial, foi publicado entre 1950 e 1956 por C.S. Lewis.

Tanto nos livros quanto no cinema, 4 crianças adentram ao mundo mágico de Nárnia com animais falantes, muita mitologia grega e nórdica e conto de fadas.

Porém, os filmes não seguem a risca os livros. São 7 livros para 4 filmes. Alguns filmes da franquia ganham Oscar com melhor maquiagem e também foi indicado como melhor efeito especial.

Vale a pena verificar.

5 – Bento

Finalmente um título nacional para agregar nossa lista.

André Vianco sempre foi um ótimo escritor de horror e seus personagens são baseados no cotidiano do brasileiro moderno.

A saga Vampiro Rei iniciou em 2003 e possui 4 títulos, sendo o último lançado 10 anos após o desfecho da história e remetendo aos acontecimentos anteriores a Noite Maldita; Noite crucial para o enredo em que as pessoas viram vampiros e depois de anos, nasce o guerreiro Bento para libertar a terra das maldições que recaíram sobre a terra.

A saga é ótimo e lembra um pouco plots de filmes americanos. Possui profecias, maldições, vinganças, o pacote completo para ler tudo em uma única semana.

4 – Harry Potter

O bruxo queridinho das três últimas décadas faz sucesso até hoje com lançamentos de filmes spin off.

J.K. Rowling, que adotou esse pseudônimo para poder publicar sem problemas por ser mulher, iniciou sua jornada literária em 1998, depois de muitos “nãos” editoriais para uma das maiores obras fantásticas da história.

São 7 livros centrais, 3 do mesmo universo, 10 filmes – com lançamento de mais um em 2020, peça de teatro, jogos de vídeo games e muitos prêmios para os livros e filmes.

Um universo bem feito e complexo, muitos segredos entrelinhas e o mais bizarro: o maior vilão de todos os tempos sempre perdendo para o grupo de crianças estudantes. Consigo até ouvir ele reclamando “se não fosse por essas crianças e seu cachorro”… oops, universo errado! (rs)

A bem verdade é que Harry Potter começa infanto-juvenil e vai ficando obscuro conforme a narrativa desenvolve. Isso no filme é percebido pelo baixo brilho com que as cenas são gravadas. No último filme, até o poster está mais escuro que o habitual. Você não seria “trouxa” de não conferir!

3 – O guia do mochileiro das galáxias

Marco simbólico do sci-fi e cultura geek, a saga virou referencia para a cultura pop e viva o Dia da Toalha!

Douglas Adams publicou em 1979 o primeiro livro de três, mas depois decidiu estender a narrativa e virou uma “trilogia de cinco”. Após a morte do autor em 2011, Eoin Colfer escreveu o sexto e último livro em 2009 com a permissão dos herdeiros.

Arthur Dent, após a destruição de sua casa, vive muitas aventuras pela galáxia com seu amigo alienígena disfarçado. E assim começa o sucesso que foi adaptado para séries de TV, filme, jogos de videogame, HQs e peças de teatro.

2 – O senhor dos anéis

O que falar dessa história encantadora que considero pakas?

J.R.R Tolkien não mediu esforços para desenvolver a Terra Média e seus mistérios. Marco da literatura fantástica, iniciou com a história do Hobbit e foi publicada entre 1954 e 1955. Ao todo, são 3 livros para Frodo Bolseiro destruir o bendito anel e salvar as criaturas mágicas tudo.

Com o sucesso da bem construída narrativa, a história ganhou filmes e fez sucesso também nas telonas. Com direito a Oscar e 6 filmes com muitas batalhas (3 filmes do Senhor dos Anéis e 3 do Hobbit), mitos, personagens e criaturas mágicas que deixam o enredo complexo e rica.

Mas vamos focar no que importa: Légolas, o elfo arqueiro mais lindo e capaz de dirigir/pilotar qualquer coisa no mundo (orcs, oliphaunts, aranhas, anões em barris, cavalos e tudo mais o que conseguir imaginar). Se o Légolas está em cena, provavelmente haverá luta e os efeitos especiais serão muito bem feitos.

1 – As crônicas de gelo e fogo

Se há uma narrativa fantástica complexa, ela provavelmente foi escrita por George R. R. Martin. Desde 1996, o autor trabalha na saga que já matou muitos personagens ao decorrer de 5 livros. Ainda faltam mais 2 livros, mas até hoje, nem sinal do desfecho da história.

Mas os roteiristas do seriado Game of Thrones, baseado nos livros, findaram a história de uma forma que não agradou muito os fãs. Mas o decorrer do seriado agradou e muito, tanto que alavancou episódios milionários e virou febre mundial.

Mesmo o Jon Snow não sabendo de nada, Daenerys tendo queimado tudo e Arya não salvado o dia como esperávamos, a história foi bem trabalhada na violência, nos detalhes e no elenco de muitos personagens que morreram das mais variadas formas.

E o que você acha? Já leu todas essas sagas e concorda com a lista?